Os mausoléus mais famosos do mundo!

Quando pensamos em mausoléus e locais do tipo, não associamos estas estruturas a locais interessantes e belos. Na verdade, pensamos neles como algo sinistro, não é mesmo? Contudo, existem sepulturas e edifícios que abrigam inúmeras tumbas e que, só de olhar, não saberíamos dizer qual é a sua real finalidade, como é o caso de algumas catedrais, capelas e palácios que existem pelo mundo.

Abadia de Westminster
Esta famosa igreja gótica localizada em Londres foi construída originalmente no século 10, ela foi reconstruída algumas vezes por monges beneditinos. Além de ser palco das coroações britânicas, a Abadia de Westminster também é o local de sepultura da maioria dos monarcas ingleses e de diversos personagens ilustres.
Entre as tumbas, além das reais, é possível encontrar as de Isaac Newton, Charles Darwin, Jane Austen e Charles Dickens, e até existe um monumento funerário em homenagem a William Shakespeare.

Abadia de Westminster

Les Invalides
Construído no século 17, Les Invalides, localizado em Paris, na França, originalmente foi projetado para servir como hospital e abrigo para os veteranos de guerra. Hoje, esse enorme monumento foi transformado em museu militar e guarda a tumba de várias personalidades militares francesas, assim como o impressionante sarcófago de ninguém menos do que Napoleão Bonaparte

Les Invalides

Mausoléu de Adriano
Também conhecido como “Castel Sant’Angelo” (ou Castelo de Santo Ângelo), este emblemático monumento de Roma foi construído a pedido do Imperador Adriano, e as suas cinzas, assim como as da sua esposa, foram depositadas no local no século 2. Depois disso, outros imperadores seguiram o exemplo, tendo os seus restos mortais também depositados nesse belo edifício cilíndrico.
Mas além de ser um famoso mausoléu, o Castel Sant’Angelo também já serviu de castelo e até fortaleza, funcionando hoje como museu e, esporadicamente, servindo de locação para filmes — como “Anjos e Demónios”, baseado no livro de Dan Brown

Mausoléu de Adriano

Mausoléu de Qin Shi Huang
Descoberto na década de 70 por fazendeiros chineses, este incrível complexo serviu de mausoléu para Qin Shi Huang, o primeiro Imperador da China e unificador do país. Mais conhecido pelos Guerreiros de Xian, cerca de 8 mil soldados de terracota do tamanho de homens reais, no local ainda foram encontradas as estátuas de 520 cavalos, 130 carruagens e 150 animais de cavalaria.
Segundo a lenda, todo esse exército foi enterrado juntamente com Qin Shi Huang para supostamente proteger os incríveis tesouros que acompanhavam o corpo do monarca. Embora as cores tenham desaparecido, todas as estátuas eram pintadas, e cada uma delas conta com uma feição diferente da outra.

Mausoléu de Qin Shi Huang

Shah-i-Zinda
Conhecida como uma das necrópoles mais famosas da Ásia Central, Shah-i-Zinda, localizada no Uzbequistão, consiste num complexo com três grupos de estruturas que incluem tumbas e mesquitas interligadas através de quatro passagens cobertas por domos. Os primeiros edifícios foram construídos entre os séculos 11 e 12 e servem de sepultura para diversas pessoas.
No entanto, de acordo com a lenda, Kusam ibn Abbas, primo do Profeta Maomé, foi enterrado em Shah-i-Zinda depois de ter sido decapitado por pregar a fé islâmica. Aliás, dizem que, depois da execução, Kusam pegou na sua cabeça e partiu para o jardim do paraíso, onde se encontra até agora.

Shah-i-Zinda

Taj Mahal
Provavelmente um dos mausoléus mais famosos e visitados do mundo, o Taj Mahal, localizado em Agra, na Índia, foi construído no século 17 a pedido do Imperador Shah Jahan para a sua esposa, Mumtaz Mahal. O complexo é flanqueado por quatro minaretes, e a tumba feita de mármore que se encontra no centro do edifício.
O interior do Taj Mahal é decorado com paredes repletas de pedras semipreciosas e textos sagrados belamente caligrafados, assim como as sepulturas de Mumtaz e do Imperador, que aforam feitas em mármore e contam com os 99 nomes de Deus caligrafados em suas superfícies.

Taj Mahal

Tumba de Humayun
Este incrível mausoléu localizado em Deli, na Índia, foi construído no século 16 para servir de sepultura ao Imperador Humayun. Erguido a pedido da esposa do monarca, Hamida Banu Begum, o edifício foi inspirado na arquitetura persa, contando com 47 metros de altura e um domo recoberto com mármore branco. Em 1993, a Tumba de Humayun foi declarada Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Tumba de Humayun

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s